26/06/2012

Um pensamento por 1€

O projeto solidário “Um pensamento por 1€”, iniciado na nossa escola, em 2009, pelo grupo disciplinar de Filosofia, foi retomado este ano (2012) com o apoio da equipa das bibliotecas escolares do Agrupamento de Escolas de Terras de Bouro, tendo como objetivo incentivar o espírito de solidariedade.

O projeto consistiu na venda de pensamentos que ficaram célebres ao longo do tempo. A seleção e organização dos pensamentos ficaram a cargo dos docentes Emanuel Cruz e Carla Carvalho. Os diretores de turma entregaram três pensamentos a cada aluno para que os vendessem por um euro cada.


Com este espírito solidário conseguiu-se angariar uma boa verba para ajudar a custear o tratamento de um cancro raro benigno (Cordoma no clivo naso-alveolar), mas invasivo, num professor de Educação Física de Macedo de Cavaleiros.

Apraz assinalar esta verdadeira onda de solidariedade! Conseguiu-se angariar 855,20 €! Este valor foi depositado na Caixa Geral de Depósitos, no dia 15 de junho, na conta de Mário José Gonçalves Pires.


Este projeto, para além de incentivar e incutir sentimentos de solidariedade e alicerçar valores morais, alertou para questões relacionadas com o cancro e principalmente para os elevados custos que a sua cura pode implicar. Estes ideais foram reforçados com o filme “Um sonho possível”, a partir do qual se conseguiu chamar a atenção para as diversas realidades, para a valorização da cooperação e da solidariedade como instrumentos de formação do caráter do ser humano, mentalizar os jovens para a necessidade do cuidado com o outro e a importância de se construir um mundo mais justo e fraterno. Em suma, promoveu-se a consciencialização crítico-social dos nossos jovens como forma de mudança da realidade, com a intenção de os tornar verdadeiros cidadãos.

O objetivo “fomentar a participação de todos os elementos da comunidade escolar na vida da escola, promovendo o trabalho coletivo”, traçado para esta atividade, foi cumprido com muito êxito.

Para terminar, aqui fica um pensamento da Madre Tereza de Calcutá.
"Por vezes sentimos que aquilo que fazemos não é senão uma gota de água no mar. Mas o mar seria menor se lhe faltasse uma gota".

Sem comentários:

Publicar um comentário